Turismo volta a empregar após retração em 2015

[Por Panrotas, 03/10/2016] O Conselho Executivo de Viagens e Eventos Corporativos (Cevec), em recente pesquisa, apontou que a empregabilidade do Turismo do Estado de São Paulo voltou a crescer, ainda que de maneira tímida. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, por meio da assessoria econômica da Fecomercio-SP.
A pesquisa, que já havia sido realizada no ano passado, passou por aperfeiçoamentos, no intuito de trazer informações mais detalhadas e profundas em todo o Estado. O levantamento foi feito com base em dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).
Além disso, o Cevec buscou analisar dados da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNaes) referentes aos agrupamentos setoriais ligados direta e indiretamente ao Turismo, tais como Transportes, Hospedagem, Alimentação, Cultura e Esportes, Eventos não Culturais ou Esportivos, e Agências e Operadoras de Viagens.
EVOLUÇÃO DO ESTOQUE DE EMPREGOS
Atividades 2014 2015 2016
Transporte 116.078 115.652 115.518
Hospedagem 62.338 61.702 60.051
Alimentação 64.299 60.143 63.410
Cultura e esportes 4.855 4.905 4.701
Eventos e exposições 15.319 15.196 15.422
Agências e operadoras 27.086 25.153 23.945
TOTAL 289.975 282.751 283.047

Houve destaque ao setor alimentício, composto por restaurantes, lanchonetes e bares, que tiveram um aumento no número de vagas de empregos. “A alimentação é a primeira a ter as portas fechadas durante momentos de crise, embora também seja a primeira a abri-las, quando a situação está começando a melhorar”, apontou assessor econômico da Fecomercio-­SP responsável pela pesquisa, Jaime Vasconcellos. Ainda segundo ele, somente no primeiro semestre de 2016, houve um crescimento de 6% de empregos em lanchonetes e 12% em bares.

MOVIMENTAÇÃO DAS VAGAS E VARIAÇÃO DO ESTOQUE
ATIVIDADES Variação em 2015 Variação em 2016
nº de vagas Estoque (%) nº de vagas Estoque (%)
Transporte -426 -0,4 -134 -0,1
Hospedagem -636 -1 -1.651 -2,7
Alimentação -4.156 -6,5 3.267 5,4
Cultura e esportes 50 1 -204 -4,2
Eventos e exposições -123 -0,8 226 1,5
Agências e operadoras -1.933 -7,1 -1.208 -4,8
TOTAL
“A maioria das vagas são em micro e pequenos empreendimentos, que demonstram um crescimento artificial, já que ainda estamos em uma perspectiva de crescimento e não necessariamente crescendo”, ressaltou. A hotelaria, por exemplo, ainda sofre com os impactos da atual crise nacional e também com a concorrência nas hospedagens junto às OTAs.
REGIONALIZAÇÂO
Apesar de São Paulo deter a maior concentração na capital, viagens corporativas, eventos e turismo de lazer, outras cidades também apontam crescimento e demandam maior atenção. E ao levantar dados de cidades fora da região metropolitana, a Cevec tem o objetivo de desenvolver e fomentar o projeto de regionalizar o turismo no Estado.
“O nosso plano é deixarmos de ser paulistanos e nos tornarmos mais paulistas”, enfatizou Vasconcellos. Segundo a pesquisa realizada, cidades como Campinas, Guarulhos, Santos e São José dos Campos estão entre as cinco cidades onde empregos ligados ao Turismo estão crescendo, logo atrás da capital.

Deixe uma resposta