Governo do Estado do Paraná repassa R$ 3,30 milhões para ações de combate à dengue

Governo do Estado do Paraná repassa R$ 3,30 milhões para ações de combate à dengue

  • Post author:
  • Post category:Notícias

O Governo do Paraná autorizou nesta sexta-feira (28) a primeira parte do incentivo financeiro de R$ 3,301 milhões para ações de enfrentamento da dengue em 118 cidades.

A Secretaria de Estado da Saúde vai repassar o valor diretamente aos Fundos Municipais de Saúde, a partir da Resolução (190/2020) assinada pelo secretário da Saúde, Beto Preto. A previsão é de iniciar as transferências para as contas dos municípios já nesta terça-feira (3).

Os recursos disponibilizados variam de R$ 18 mil a R$ 200 mil, considerando as dimensões epidemiológicas, demográficas e socioeconômicas dos municípios.

“O combate à dengue é uma ação de Estado. Por isso, diante de um cenário de aumento semanal de casos, estamos ajudando os municípios com recursos para suporte e aquisição de insumos”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Mas é importante lembrar que a população precisa nos ajudar neste combate efetivo ao mosquito, que já matou gente no Paraná”, acrescentou o governador.

“Direcionamos estes recursos como auxílio aos municípios em epidemia ou situação de alerta para a aquisição de insumos clínicos e na infraestrutura de atendimento ambulatorial e hospitalar”, afirmou o secretário. Segundo ele, a secretaria está realizando uma grande força-tarefa em todo o Estado visando efetividade no combate ao mosquito transmissor da dengue, com atividades de ampliação do trabalho de campo para eliminação dos criadouros e capacitação de profissionais das equipes de atenção e vigilância para o manejo clínico da doença.

O incentivo também poderá ser aplicado em confecção e reprodução de material informativo, manutenção de veículos e equipamentos utilizados nas ações de controle vetorial, peças para equipamentos de aspersão de inseticidas e insumos para assistência de pacientes com a doença.

REPASSE – Os recursos somente poderão ser utilizados conforme descrito no documento e os 118 municípios deverão informar a aplicação em relatório de gestão que deverá ser enviado ao Conselho Municipal de Saúde até o dia 30 de março do ano seguinte ao da execução financeira.

“Além das estratégias e ações promovidas em todo Paraná, precisamos da participação da população na eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da doença. A dengue mata e o controle da proliferação do mosquito Aedes aegypti depende do apoio de todo paranaense”, disse Beto Preto.

 

Prevenções para evitar a ploriferação do Mosquito Aedes Aegypti

NÃO DEIXE ÁGUA PARADA

Destruir os locais onde o mosquito nasce e se desenvolve. Evite sua procriação.

LIXEIRAS DENTRO E FORA DE CASA

Mantenha as lixeiras tampadas e protegidas da chuva. Feche bem o saco plástico.

VASILHAS PARA ANIMAIS

Os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água e sabão no mínimo duas vezes por semana.

SUPORTE DE GARRAFÃO DE ÁGUA MINERAL

Lave-o sempre quando fizer a troca. Mantenha vedado quando não estiver em uso.

PRATINHOS DE VASOS DE PLANTAS

Mantenha-os limpos e coloque areia até a borda.

COLETOR DE ÁGUA DA GELADEIRA E AR-CONDICIONADO

Atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.

PLANTAS QUE ACUMULAM ÁGUA

Evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água, ou retire semanalmente a água das folhas.

VASOS SANITÁRIOS

Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico. Em banheiros com pouco uso, dê descarga pelo menos uma vez por semana.

BALDES E VASOS DE PLANTAS VAZIOS

Guarde-os em local coberto, com a boca para baixo.

RALOS

Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.

GARRAFAS

As garrafas devem ser embaladas e descartadas na lixeira. Se guardadas, devem estar em local coberto ou de boca para baixo.

LAJES

Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.

PISCINAS

Mantenha a piscina sempre limpa, mesmo sem uso. Use cloro para tratar a água e filtre periodicamente.

CALHAS

Limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.

OBJETOS D’ÁGUA DECORATIVOS

Mantenha-os sempre limpos com água tratada com cloro ou encha-os com areia. Crie peixes, pois eles se alimentam das larvas do mosquito.

CAIXAS D’ÁGUA, CISTERNAS E POÇOS

Mantenha-os fechados e vedados. Tampe com tela aqueles que não têm tampa própria.

CACOS DE VIDROS NOS MUROS

Vede com cimento ou quebre todos os cacos que possam acumular água.

TONÉIS E DEPÓSITOS DE ÁGUA

Mantenha-os vedados. Os que não têm tampa devem ser escovados uma vez por semana e cobertos com tela.

FALHAS NOS REBOCOS

Conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.

LIXO, ENTULHO E PNEUS VELHOS

Entulho e lixo devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para não acumular água.

OBJETOS QUE ACUMULAM ÁGUA

Coloque num saco plástico, feche bem e jogue no lixo: tampinha de garrafa, casca de ovos, copos descartáveis e outros.

FACILITE O CONTROLE DA DOENÇA

Permita sempre o acesso do agente de controle de zoonoses em sua residência ou estabelecimento comercial.

 

Fonte: Governo do Paraná

Mais notícias: ABEOC PARANÁ